Estados Unidos – Início do século XX

O Blues dá os primeiros passos em direção ao que se tornaria um dos mais marcantes e influentes estilos musicais de todos os tempos.

Charley Patton – 1891 – 1934

O lendário Bluesman, nascido no Mississippi, extremamente popular no Sul dos Estados Unidos, conhecido como “Pai do Delta Blues”, escreveu a música “Pony Blues”, sendo o primeiro a popularizar as músicas nesse estilo. Patton gravou 57 músicas e influenciou artistas como Bob Dylan e Led Zeppelin.

Robert Johnson – 1911 – 1938

Outra grande influência do “Mississippi Delta Blues”, gravou apenas 29 músicas e atualmente muitos artistas e bandas consagradas como: Bob Dylam, Eric Clapton, Led Zeppelin, The Rolling Stones e Red Hot Chili Peppers continuam interpretando suas canções.

Brasil – Décadas de 70 e 80

O Blues rompeu fronteiras e o Brasil teve a honra de receber grandes lendas que ajudaram a propagar o estilo em nosso país.

Blues Etílicos

A banda nasceu em 1985 no Rio de Janeiro, participou do Festival Internacional de Blues de Ribeirão Preto em 1989 e dividiu o palco com nomes consagrados como: B. B. King, Robert Cray e Buddy Guy. A banda gravou o álbum “San Ho Zay”, considerado o álbum mais vendido de uma banda de Blues brasileira.

André Christovam

Compositor, guitarrista e cantor, o paulista André Christovam é o artista de maior destaque no universo do Blues brasileiro, nascido em 1959, fez parceria com cantores como Raul Seixas, Rita Lee e Marcelo Nova. O álbum Mandinga foi considerado o disco de Blues mais vendido no Brasil desde então.

Considerado como o marco zero do Blues no Brasil, o show de B. B. King aconteceu no “Festival de Montreux” em São Paulo em 1979. Outros festivais de grande importância para a popularização do Blues no Brasil foram o “Mississippi Delta Blues Festival”, o “MS Blues Festival” e o “Festival Internacional de Blues de Ribeirão Preto” e ajudaram a popularizar o Blues no Brasil.