O Blues começou a perder força nos anos 90 após a morte prematura de Stevie Ray Vaughan, considerado um Herói do Blues e um dos mais influentes artistas do gênero Blues Rock. O Blues não é apenas um estilo musical, é poesia imortal que retrata toda uma era de escravidão de um povo que embalava suas dores através de um lamento profundo.

Blues – Atravessando Gerações

A lista de nomes importantíssimos na história do Blues é de perder de vista. Aqui vão alguns nomes:

Mamie Smith (1883-1946)

Alberta Hunter (1895-1984)

Leroy Carr (1905-1935)

Pink Anderson (1900-1974)

Louis Armstrong (1901-1971)

T-Bone Walker (1910-1975)

Lightnin’ Hopkins (1912-1982)

Pinetop Perkins (1913-2011)

Eric Clapton (1945-)

Jeff Healey (1966-2008)

Brasil – Atualidade

The Headcutters

Eles têm arrastado um público fiel por onde passam, de um carisma inigualável e com performances cheias de energia, a banda é composta por 4 amigos de infância, Joe Marhofer (harmônica e vocal), Arthur “Catuto” Garcia (contrabaixo acústico), Ricardo Maca (guitarra e vocal) e Leandro “Cavera” Barbeta (bateria).

A banda “The Headcutters” de Itajaí, Santa Catarina – Brasil, é sem dúvidas considerada uma das melhores bandas de Blues do Brasil da atualidade. Mantendo o estilo “Chicago Blues” tocado nas décadas de 50 e 60, eles seguem os passos das lendas que marcaram época. Eles tiveram forte influência dos lendários do Blues, Little Walter, Muddy Waters e Jimmy Rogers, tanto que o nome da banda foi inspirado no nome da banda desses grandes ícones no início dos anos 50, “The Headhunters”.

Eles já fizeram turnês pela Argentina e pelos EUA e participaram de diversos Festivais importantes como o Pinetop Perkins Blues Festival, no berço do Blues em Clarksdale, Mississipi.

Enquanto nos EUA e Europa muitos artistas têm dado uma cara nova ao Blues, no Brasil podemos ver uma nova safra de artistas buscando voltar às origens do Blues. Isso tem ajudado a preservar o estilo, mantendo viva a chama do Blues para as futuras gerações.